Home >> Notícias >> Produtores participaram de capacitação sobre o cultivo do limão Tahiti

Produtores participaram de capacitação sobre o cultivo do limão Tahiti

28/02/2018

Produtores participaram de capacitação sobre o cultivo do limão Tahiti

A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Itarana (SEMAMA), em parceria com o Incaper local, realizou no dia 22 de fevereiro o “Dia Especial do Cultivo do Limão Tahiti”. O encontro aconteceu no cerimonial Dois Amores, onde foram realizadas duas palestras, tendo na programação também visitas técnicas à lavoura e a um galpão de processamento do limão Tahiti.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Itarana, Francisco André Fiorotti, a SEMAMA vai desenvolver um programa de incentivo à fruticultura no município, disponibilizando técnicos para auxiliar os produtores no cultivo de diversas culturas, como limão, goiaba e banana, por exemplo.   

“A fruticultura vem cada dia mais ganhando força em nosso município, em qualidade e quantidade, nosso objetivo é incentivar os produtores a terem uma alternativa para agregar renda, produzindo frutas com mais qualidade na melhor época para a venda”, explicou o secretário.

Produtores participaram de capacitação sobre o cultivo do limão tahiti

Um dos assuntos abordados durante o evento foi a produção do limão na entressafra, que ocorre entre agosto e dezembro, época em que os preços pagos pela fruta são mais elevados, proporcionando mais lucro aos produtores. Durante as palestras, ministradas pelo técnico do Incaper, Jean Carlos Daré, foram apresentadas técnicas de manejo da lavouva, entre outros aspectos. Participaram do encontro 35 participantes, divididos entre produtores e técnicos.

Produtores participaram de capacitação sobre o cultivo do limão tahiti

 

Limão Tahiti *

De origem tropical o limão 'Tahiti' (Citrus latifolia) não é, na realidade, um limão verdadeiro, mas uma lima ácida. Cultivado desde o século passado na Califórnia, EUA, admite-se que sua introdução ali se tenha feito a partir de sementes de frutos importados do Tahiti, derivando-se daí sua denominação.

No Brasil, o 'Tahiti' é uma das espécies cítricas de maior importância comercial, estimando-se que sua área plantada atualmente ultrapasse 30 mil hectares. O estado de São Paulo é o primeiro produtor nacional, contribuindo com quase 70% do total. É uma planta de porte médio a grande, vigorosa e quase sem espinhos. A folhagem é verde densa, com folhas de tamanho médio.

* Informações: https://www.embrapa.br/web/mobile

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter