Home >> Notícias >> Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

25/10/2017

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

A falta de chuva, as altas temperaturas e a baixa umidade do ar são fatores determinantes para aumentar o risco de incêndios florestais. Em Itarana, já foram registrados vários focos desde o início deste ano, a maioria controlado com apoio da Defesa Civil Municipal. Só no mês de outubro, foram 4 incêndios em pastagens e matas, na sede e interior do município.

O coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil de Itarana, Charles Antônio do Nascimento, explica que o período de estiagem prolongada exige atenção de todos. Segundo ele um pequeno foco pode se espalhar rapidamente, já que a vegetação está muito seca.

 “Como a vegetação está muito seca, pequenos focos quando não controlados, podem se alastrar rapidamente oferecendo riscos à segurança de residências, propriedades rurais e ao trânsito em rodovias, devido à fumaça que dificulta a visão dos motoristas. É prudente evitar queimadas para limpar terrenos, queimar lixo em quintas e jogar guimbas de cigarro às margens de estradas, por exemplo”, explica.

Uma prática comum como fazer queimadas para limpeza de terrenos, além de ser perigoso, exige autorização do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF). Considerando a baixa disponibilidade hídrica, a emissão de Autorização de Queima Controlada, está suspensa no período compreendido de 1º de maio a 31 de outubro (veja o Decreto 1402-R, 07/12/2004, ANEXO).

Toda Queima Controlada, com o objetivo de preparar o terreno para semear, plantar, colher ou para qualquer outro fim deve ser autorizada pelo IDAF. Os infratores poderão ser autuados pelo órgão.

Voluntários e servidores no combate aos incêndios

Coordenado pela Defesa Civil Municipal o trabalho de combate a incêndios em Itarana, na maioria das vezes, é realizado por voluntários e servidores municipais da Secretaria de Transportes, Obras e Serviços Urbanos (SMTOS) e da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SEMAMA). Máquinas e caminhões pipa também são utilizados para ajudar a apagar as chamas.

Em alguns casos o combate aos incêndios conta também com o apoio do Corpo de Bombeiros, como no caso de Barra de Jatibocas, interior do município, onde as chamas atingiram uma área florestal de difícil acesso. O fogo na localidade teve início no sábado (21) e só foi controlado nesta terça-feira (24). O Corpo de Bombeiros de Colatina esteve no local, no domingo (22), para fazer o reconhecimento da área, utilizando uma aeronave para sobrevoar o local.

Medidas para evitar incêndios

- Não queime lixo nas proximidades de vegetação seca;

- Não jogue tocos de cigarro às margens de rodovias, pois podem estar acesos;

-Não jogue lixo ou materiais de vidro e alumínio, às margens de rodovias, terrenos baldios, quintais entre outros, pois podem ocasionar um foco de incêndio; 

- Não faça queimadas para limpar terrenos;

- Não solte fogos de artifício, porque eles podem cair nos pastos, matas, etc;

- Tome cuidado com a fumaça saída de chaminés de caldeiras, fornos, etc., para que elas não soltem, também, fagulhas que poderão provocar incêndios;

-Mantenha a rede elétrica sempre em boas condições de conservação, para que não caiam fios provocando faíscas que poderão atear fogo em pastos, lavouras e residências;

- Ao perceber um foco de incêndio se alastrando, ligue imediatamente para 193.


O que fazer quando surge um foco de incêndio

Se o fogo ainda não se alastrou, deve-se tentar apagar o foco tomando algumas medidas:

- Tentar apagar a chama com abafadores, como terra, água, entre outros;

- Isolar a área fazendo um acero, que consiste em roçar uma faixa de terra, para que o capim fique baixo e quando o fogo começar a queimá-lo ficará mais fácil apagá-lo. Pode ser feito de forma manual ou com máquinas;

- Em incêndios de pastos ou matas, deve-se manter um ou mais homens somente para verificar onde caem as fagulhas, para apagá-las antes que se transformem em novos focos de incêndios;

- Em caso de incêndios que não forem controlados imediatamente, deve-se entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

Estiagem prolongada e altas temperaturas aumentam focos de incêndios em Itarana

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter